You are currently viewing Coronavírus: qual é o papel do RH diante desta crise?

Coronavírus: qual é o papel do RH diante desta crise?

O novo coronavírus trouxe impactos em toda a economia mundial, mas, pela primeira vez estamos vivendo também uma crise global de emoções e sentimentos sem precedentes.


Segundo pesquisadores da Universidade Médica Naval de Shangai, até 20% dos habitantes da China apresentam sinais de transtorno de estresse pós-traumático (TSPT), um distúrbio psiquiátrico que também prevaleceu no país após a epidemia de síndrome aguda respiratória grave (Sars) em 2003.

Não é pra menos. Estamos sendo bombardeados por todos os lados: muitos perderam o emprego, outros estão arriscando suas próprias vidas para salvar o próximo.

próprio medo libera mais adrenalina e cortisol [hormônio do estresse] em nossa corrente circulatória e isso diminui a resistência do organismo.

Estamos isolados, privados de poder ver, pessoalmente, familiares, amigos e entes queridos. Privados até de nos locomovermos e de fazer coisas simples que antes nem sentíamos falta. Nem mesmo a religião e a fé escapou do confinamento.

Diante deste cenário avassalador, grande parte das pessoas busca por referências, uma base de apoio para continuar “em pé” – e isso vale também dentro das empresas.

Profissionais de Recursos Humanos, de Gestão de pessoas e líderes são alguns destes profissionais que estão nesta difícil posição. Como oferecer segurança psicológica e inspirar a confiança destas pessoas diante de um cenário de incerteza?

Este artigo da Psychology Today tem algumas dicas interessantes que vamos listar a seguir:

Comunicação e transparência da liderança

A primeira e mais importante estratégia para manter as pessoas da equipe calmas é estabelecer uma comunicação clara e transparente com elas sobre o que está acontecendo na organização.

Pelo que a sua empresa gostaria de ser lembrada depois que a crise terminar? Esta resposta te ajudará a entender o objetivo do seu trabalho durante este período e deve refletir os valores da sua equipe.

– Compartilhe o plano de contingência criado por sua empresa com os líderes
– Ofereça apoio de profissionais de saúde mental para ajudar aqueles que precisem
– Ajude os colaboradores a se prevenirem da contaminação enviando informações relevantes
– Reforce o propósito da sua empresa e o sentimento de pertencimento/comunidade
– Ajude os líderes a tomarem decisões difíceis e ousadas
– Aproveite este tempo para testar mudanças que antes não eram possíveis
– Comunique os próximos passos aos líderes (não os deixe no escuro) e garanta que eles repassem as informações para seus liderados
 Cuidado para não tomar todas as decisões sozinho(a), caso seja necessário, esclareça – o máximo que puder – o motivo desta decisão

No Blog da House of Feelings você encontra algumas dicas sobre como superar pensamentos negativoscomo prevenir o burnout, estresse e ansiedade e como melhorar suas habilidades de inteligência emocional.

Cuide das pessoas individualmente

Sei que não é fácil e muitas vezes a rotina do gestor não permite conversar com todas as pessoas da equipe.

Mas, é preciso lembrar que cada um tem necessidades individuais e por isso o equilíbrio de uma equipe passa pelo cuidado personalizado com as pessoas.

– Separe um tempo durante a semana para conversar com cada líder
– Separe um tempo durante a semana para ler/ouvir feedbacks e sugestões dos colaboradores
– Crie um plano de apoio para os mais vulneráveis
– Verifique quais metas/planos foram afetados e como se adaptar a essas mudanças
 Comemore pequenas conquistas durante este duro período
– Pergunte como cada rotina mudou e como isso afetou individualmente a equipe
– Anote as preocupações específicas e use como fonte de dados para futuras decisões
– Redobre a atenção para os casos mais graves de ansiedade, principalmente para prevenir o suicídio, crises de pânico e outras doenças mentais graves

Pratique a humildade, além da solidariedade e empatia

Li uma interessante entrevista da  especialista Ana Maria Rossi, que é Presidente da International Stress Management Association no Brasil ao Zero Hora falando sobre a importância do líder humilde.

Tivemos o exemplo de diversos políticos ao redor do mundo que, se recusaram a admitir suas fraquezas diante do vírus e que, agora estão recuando e tendo que pedir a ajuda uns dos outros para superar este desafio. Esta é uma lição para os líderes de organizações privadas também.

Para finalizar, separei alguns artigos para você ler:

– RH e coronavírus: 5 novas regras de convivência para implementar na empresa
– Coronavírus e empresas: o que fazer para auxiliar no controle da COVID-19?
– RH e coronavírus: o que fazer em tempos de crise
– 5 atitudes que o RH pode tomar durante a quarentena do Coronavírus
– Legislação e Boas Práticas para a Gestão de RH em Casos de Epidemia e Pandemia
– Entenda Os Direitos Trabalhistas Em Meio À Pandemia Do Coronavírus

– Coronavírus: como usar a inteligência emocional para evitar picos de estresse da sua equipe

Deixe um comentário